BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Sobre Autos / Abeiva encerra 2012 com queda de 35,2%

Abeiva encerra 2012 com queda de 35,2%

Ao totalizar 129.205 unidades emplacadas, as associadas à entidade fecham 2012  com queda de 35,2% em relação ao total de 199.366 veículos importados em 2011. Com esse desempenho, a Abeiva respondeu por somente 3,55% de participação no mercado brasileiro total, que foi de 3.635.065 unidades.

08/01/2013 – Os dados de emplacamentos das empresas filiadas à Abeiva –  Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores, em 2012, mostraram expressiva desaceleração de 35,2% em relação ao desempenho de 2011. Foram emplacadas 129.205 unidades contra 199.366 veículos do ano anterior, enquanto mercado interno anotou crescimento de 6,1%, passando de 3.425.738 unidades emplacadas, em 2011, para 3.635.065 unidades em 2012.

Com esse resultado, a participação de importadores oficiais, no mercado brasileiro, significou 3,55% em 2012. Ao considerar somente o segmento de importados, as associadas à entidade anotaram market share de 16,48% em 2012, do total de 913.351 veículos importados, enquanto as montadoras locais responderam por 83,52%, o equivalente a 784.146 unidades emplacadas no ano.

Ao isolar somente o desempenho de vendas em dezembro do ano passado, os dados de emplacamento da Abeiva indicaram crescimento de 15,7% em relação ao mês de novembro. Foram 9.309 unidades contra 8.137. Ante o mês de dezembro de 2011, a queda foi de 51,4% (9.309 x 19.151unidades).

“Experimentamos em 2012 o pior ano da história de 22 anos do segmento oficial de importação de veículos automotores no Brasil. A partir de setembro de 2011, quando foi anunciado o Decreto 7.567, responsável pela diferenciação da alíquota do IPI de 30 pontos percentuais entre carros nacionais – incluindo os de procedência do Mercosul e do México – e os importados, o nosso setor sofreu duro impacto. Fato que se consolidou com o Programa Inovar-Auto, decretado no dia 3 de outubro de 2012”, analisa Flavio Padovan, presidente da Abeiva.

Das 29 empresas associadas à entidade, somente três conseguiram obter resultados positivos, 23 marcas amargaram índices negativos e três ainda não iniciaram suas atividades operacionais. Do quadro associativo da Abeiva, 26 empresas solicitaram habilitação ao Programa Inovar-Auto, das quais Bentley, BMW, Chery, JAC Motors, Porsche, Rely, SsangYong, Suzuki e Volvo já obtiveram aprovação, como newcomers ou apenas importadoras.

Na avaliação de Padovan, “a situação de nossas associadas BMW, Chery, JAC Motors e Suzuki, esta já em fase de lançamento do veículo nacional, está bem definida. Outras deverão anunciar fábrica brevemente. Mas a maioria não terá condições de instalar fábrica noPaís. Com o super IPI ou com o benefício parcial por meio de cota do Inovar-Auto, o setor oficial de importação vai durante realidade de mercado nos próximos quatro anos”.

De qualquer maneira, a primeira estimativa de vendas para 2013 é de 150 mil unidades, 16% mais em relação às 129 mil unidades de 2012, mas muito abaixo do desempenho de 2011, quando o setor oficial de importação de veículos automotores chegou a 199 mil unidades.

***

Textofinal de Comunicação Integrada / KoichiroMatsuo

Sobre * Equipe MOTONAUTA

Além disso, verifique

hrv

HR-V é o Honda mais vendido do Brasil

Sucesso de vendas no País, modelo consolida sua liderança no acumulado do ano Sete meses ...

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>