Afinal, o que é cilindrada?

Para algumas pessoas, cilindrada é um fator determinante para a escolha da motocicleta, mas quando questionadas o que é cilindrada simplesmente respondem que é a potência da motocicleta! Que soe a sirene porque a resposta está e… e…errada !

Antes de continuarmos vamos esclarecer algumas coisas: a abreviação da palavra cilindrada pode ser: “cm³” (lê-se centímetro cúbico) ou simplesmente “cc” (adivinhe? lê-se centímetro cúbico também!). Portanto, cilindrada é uma medida de volume e 1 cc (ou cm³) equivale a 1 ml.

Talvez agora você esteja perguntando: Cilindrada é apenas um volume mas, volume de que ?

No motor existe uma peça conhecida como pistão, que através da biela atua no sentido de transferir a energia resultante da queima da mistura ar/combustível para o sistema de transmissão.

Para o pistão executar seus movimentos é necessário que esteja envolto do cilindro porque dentro dele que é executado o seu movimento para cima e para baixo. E quando falamos de cilindrada estamos falando do volume deste cilindro que envolve o pistão.

Agora você entende que um motor de uma moto com 150 cc tem apenas 25 cc a mais do que uma 125, ou seja, uma diferença de volume equivalente a dois copinhos de café!

No início do século XX, a Harley-Davidson desenvolveu uma motocicleta com494 cm³ com 6,5 cavalos (cavalo é uma das unidades de potência). Para se ter uma idéia da evolução, atualmente qualquer moto de 125 cc consegue atingir 12,5 cavalos! Já uma moto com 497 cc desenvolve 48 cavalos!

A imagem acima é um comparativo de um copo de 50 ml (é o mesmo que 50 cc) e um de 300 ml.

Acontece que em motocicletas quase sempre quanto maior a cilindrada maior a potência por isto o equívoco de que cilindrada é potência. Mas tomemos como exemplo: A Honda GL 2009 Goldwing 2000 com um motor de 2,0 litros (2000 cc) tem 165 cavalos já a Yamaha R1 2009 tem 998 cc (quase 1000 cc a menos) e tem 182 cavalos !!!

Portanto, nunca devemos aceitar a cilindrada como parâmetro de potência ainda mais que existe outro fator, a relação peso/potência da motocicleta, este sim é um fator crucial para análise do desempenho da motocicleta.

Ao optar por uma motocicleta estude bem cada modelo e não esqueça o motivo (benefício) que o levou a procurar, caso contrário, sua emoção poderá lhe “trair” e sairá da concessionária com uma moto “beberrona” sendo que talvez você procure economizar.