BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Com a palavra / Ainda bem que eu estava sozinho!

Ainda bem que eu estava sozinho!

Foi há uns 10 anos atrás…

Viajo de moto há muitos anos e sempre prefiro estar acompanhado de amigos e bons parceiros de viagem. Mas, daquela vez, gostei de estar sozinho!

Era uma sonhada viagem até o Chile. Sonhada, porque nunca havia conseguido o tempo necessário para a empreitada, pois as férias do trabalho nunca eram suficientes. Mas, naquele final de Janeiro recebi a notícia:

“Estamos desligando você da empresa e agradecendo a importante colaboração durante estes anos…”

O choque foi inevitável:

“E agora? Como saldar meus compromissos? E minha família, como ficará? O que farei?”

Bem, passada a fase do susto, alinhados os pensamentos e avaliadas as novas oportunidades que se apresentavam, tomei a decisão:

“Vou usar vinte dias para viajar! Na volta retomo o que deve ser retomado”.

Finalmente minha viagem para o Chile sairia!

Sem qualquer planejamento, apenas bem equipado e carregado de experiência, parti de São Paulo – Capital.

A viagem acabou sendo parcialmente frustrante, pois fui impedido de fazer a travessia da Cordilheira dos Andes, que na minha opinião seria o ponto alto da viagem, por uma violenta nevasca que durou mais de 15 dias… Mas, isso é matéria para outro texto.

Entre tantas coisas que acontecem em viagens grandes, o fato que destaco agora é pitoresco, aliás, cômico… Um “mico” mesmo!

Foi na Argentina…

Desde Passo Fundo – RS, já rodando há dois dias por cerca de 2.000 km sob chuva torrencial, estava então na Ruta 8 (assim são chamadas as estradas na Argentina). Chegando à divisa das Províncias de San Luis e Mendoza, me deparei com uma barreira rodoviária. Diminui a velocidade e li a placa que dizia para os caminhões seguirem em frente e para os autos e motos usarem uma passagem pela direita.

Numa rápida avaliação, notei que a tal saída pela direita era um verdadeiro atoleiro, se seguisse em frente me manteria na excelente pista asfaltada. Nova olhada ao redor e não vi ninguém!

Estava preocupado em respeitar a sinalização de um local onde não havia rodado, ainda mais fora do Brasil, mesmo assim, decidi:

“Nem a pau vou me meter nessa lama e cair com minha BMW R1100 RS toda carregada! Vou continuar em frente, pois é asfalto e afinal não há ninguém olhando…”

Acelerei e toquei em frente. Poucos metros depois passei por dois pequenos postes, um de cada lado da estrada, nem notei que eram fotocélulas. Assim que passei por elas, dispararam do chão vários jatos de spray com óleo e inseticida!

Eu e a moto ficamos completamente lambuzados!

Aquela era uma barreira fito-sanitária para desinfecção de caminhões, por isso a saída para carros e motos ao lado…

Continuei tocando assustado, mas rindo e pensando:

“Ainda bem que não tem ninguém viajando comigo! Já imaginou a gozação no Pacaembu? Ninguém vai falar sobre a viagem… Vai ser só sobre o banho de óleo que o Zé levou!”

E fui embora naquela chuva que por final lavou a mim e à moto de todo o óleo…

Autor : José Mauricio
Motociclista experiente que adora viajar de moto
e curtir os momentos com bons amigos …
alem de ter excelente conhecimento mecânico.

Sobre * Equipe MOTONAUTA

Além disso, verifique

52% dos brasileiros consideram o transporte público ruim ou péssimo

De acordo com o estudo realizado pela Expertise, 56% das pessoas gastam mais de uma ...

7 comentários

  1. Fantástico!!!!
    É fato que essas coisas só acontecem com motociclistas, é por isso que vale a pena ser motociclista e estradeiro.

  2. Zé Mauricio

    Edu, você tem razão! A foto é de 99, portanto há 11 anos! hehehe

  3. Ze…fala a verdade..a foto com a mao na cintura tem so 10 anos ?!?!?!?!?!?!?!…rsrs…po…c ta de brincadeira ne????

  4. Ehh beleza de história. Imagino o Zé todo besuntado.
    Só acontece com quem tira a bunda do sofá e pega a estrada. Eis uma frase das prediletas do Zé “Passarinho que anda com Morcego acorda de cabeça para baixo” Grande Zé, professor das duas rodas

  5. Se postar uma por semana vai dar causo até a copa…de 2014

  6. Bela história.

    Falta agora ele contar as outras… Se postar uma por semana, deve dar “causo” até o fim do ano.

    Parabéns Zé.

  7. Quem falou que BMW não fica melada de óleo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *