BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Noticia / Campeão da Production Aberta, Dário Júlio almeja novos títulos na temporada

Campeão da Production Aberta, Dário Júlio almeja novos títulos na temporada

Piloto da Equipe Honda Mobil terminou como segundo melhor brasileiro na 19ª edição da competição e terceiro colocado no geral das Motos

Em sua segunda participação no Rally dos Sertões, Dário Júlio consagrou-se campeão da categoria Production Aberta (690cc) e terceiro colocado no acumulado geral entre as Motos. Após o bom desempenho no segundo maior rally do mundo, o piloto da Equipe Honda Mobil se prepara para buscar o título no Enduro da Independência, Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade e Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country.

Em 2010, Dário Júlio terminou a competição na quinta posição e na vice-liderança da categoria Production (450cc). Neste ano, o mineiro de Lavras mostrou evolução ao vencer as dez etapas na categoria e ficar entre os primeiros da classificação geral, atrás apenas do francês Cyril Despres e do brasileiro Felipe Zanol, pilotos da Super Production, com motocicletas de preparação livre.

A 19ª edição do Rally dos Sertões passou por cinco estados brasileiros (Goiás, Tocantins, Maranhão, Piauí e Ceará) em mais de quatro mil quilômetros, sendo de 2.321 de especiais (trechos cronometrados).

Confira entrevista:

Pergunta – Como foi a evolução na competição do ano passado para esse ano?

Dário Júlio: A experiência que adquiri foi fundamental para ser campeão esse ano. Depois do rali da temporada passada, disputei provas pelo Brasileiro de Enduro, o RN 1500, o Rally da Amazônia, e elas foram importantes para me adaptar a moto Honda CRF-450X e conseguir um bom resultado. Além disso, cheguei em 2011 com maior conhecimento sobre as regras, estava mais familiarizado com o ambiente e com as provas. Tive também um tempo maior para conhecer o equipamento. A disputa passou a ser mais natural.

Pergunta – Essa edição do Rally dos Sertões foi mais difícil do que a disputada na temporada passada?

Dário Júlio: Essa edição foi bem mais técnica e mais dura em relação ao ano passado. Em 2010, metade do trajeto era composto por trechos largos e retos, sem muita variação de terreno. Nós usamos esses locais para descansar e encarar outras regiões mais complicadas. Em 2011, o percurso era de poucas retas e bastante travado, com muita areia, pedras e pouca estrada, isso dificultou a recuperação durante as especiais. Foi um Rally dos Sertões bastante pesado e exigiu muito dos participantes.

Pergunta – Quais foram os trechos mais difíceis que você encontrou durante a competição?

Dário Júlio: Uma das partes mais complicadas foi durante a maratona, no Deserto do Jalapão, em Tocantins. O terreno era bem arenoso e eu não havia treinado muito com esse tipo de solo, pois onde faço a preparação não tem muita areia. Então, encontrei um pouco de dificuldade, pois a especial estava pesada. Inclusive sofri algumas quedas. Mesmo com as adversidades, consegui manter o bom desempenho e terminar entre os primeiros colocados.

Pergunta – Como a moto reagiu durante a maratona do Rally dos Sertões, uma situação emq que a manutenção não é permitida?

Dário Júlio: A Honda CRF-450X é muito boa e famosa pela sua grande resistência. Durante todas as etapas do Sertões ela não apresentou problemas, mesmo com todas as variações de terrenos e a sequência da maratona. O único problema aconteceu devido à queda que tive no quinto dia, quando passei pela região do Jalapão, onde tinha muita areia. A moto resistiu até o final da competição.

Pergunta – Existe a possibilidade de você trocar de categoria e disputar a próxima edição do Rally dos Sertões na Super Production?

Dário Júlio: Acho que sim. Isso não depende só de mim e vai ser discutido com a Equipe Honda Mobil. Vamos decidir o que for melhor para todos na próxima temporada. Claro, caso seja decidido que devo participar da categoria Super Production, com certeza estarei pronto. Fui vice-campeão da Production (450cc) em 2010, campeão da Production Aberta (690cc) em 2011 e acredito não ter problemas para encarar uma categoria diferente.

Pergunta – Agora seu foco será nas outras competições nacionais?

Dário Júlio: Com o final do Rally dos Sertões, estou confirmado para disputar o Enduro da Independência, que será realizada entre os dias 7 e 10 de setembro. Após essa prova, vou me concentrar para encarar as etapas do Brasileiro de Enduro de Regularidade e o Brasileiro de Rally Cross Country. São competições difíceis e pretendo seguir com a preparação para buscar mais títulos.

Pergunta – Depois de competir duas vezes o Rally dos Sertões, consagrar-se campeão da Production Aberta (690cc) e terceiro colocado no somatório das Motos, o Rally Dakar é o próximo passo?

Dário Júlio: Competir na maior e principal prova de rali do mundo é objetivo de qualquer piloto de Enduro. Penso em participar do Rally Dakar e isso é um dos meus objetivos na carreira. Só ainda não sei se isso vai acontecer nessa edição ou na próxima. Caso haja interesse da Equipe Honda Mobil de que eu esteja entre os participantes do próximo Dakar, vou intensificar meus treinamentos e farei uma preparação especial para estar pronto para encarar o desafio.

A Equipe Honda Mobil tem apoio da Mobil, Pirelli, Oakley, ASW, Riffel, Showa, DID, Polisport, Orbital, NGK e Protaper.

?

fonte: Vipcomm. Foto: DFotos/Vipcomm

Sobre * Equipe MOTONAUTA

Além disso, verifique

Harley-Davidson do Brasil atesta a importância da troca do fluido de freio

As principais características dos fluidos de freio, revisão, manutenção e informações completas sobre o seu ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *