BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Noticia / Carlos Campano (MX Pró) e Rafael Faria (MX2) conquistam etapa de Salvador

Carlos Campano (MX Pró) e Rafael Faria (MX2) conquistam etapa de Salvador

Gustavo Pessoa (Júnior) também se destacou e venceu prova na pista do Antigo Shopping Aero Clube Plaza

Salvador comemorou nesta semana 463 anos e de presente a população da cidade ganhou a segunda etapa da Superliga Brasil de Motocross, que pela primeira vez chegou ao Nordeste. Com as arquibancadas lotadas, o público que apreciou neste domingo (1) as corridas, os saltos e as ultrapassagens, viu e aplaudiu os campeões da etapa: Carlos Campano (#115), na MX Pró, Rafael Faria (#116), na MX2, e Gustavo Pessoa (#117), na Júnior.

Campano venceu as duas baterias da principal categoria da competição e segue na liderança com 100 pontos. Rafael Faria não venceu as provas da MX2, mas manteve a regularidade. Com dois segundos lugares, o competidor ficou em primeiro em Salvador. Gustavo Pessoa sobrou na pista do Antigo Shopping Aero Clube Plaza e subiu no lugar mais alto do pódio.

As cinco categorias – MX Pró, MX2, Júnior, CRF 230 e 65cc voltam às disputas em quinze dias. A terceira etapa da Superliga Brasil de Motocross acontece nos dias 14 e 15 de abril em Recife (PE).

1ª BATERIA MX PRÓ – Especialista em largada, o paranaense Leandro Silva (#14) pulou para ponta logo após a curva inicial. Wellington Garcia (#21), Damien Villar (#47) e Adam Chatfield (#407) completavam o pelotão de frente. Em um erro na quarta volta, Leandro perdeu três posições. Assim, Adam assumiu a liderança. O espanhol Carlos Campano seguiu ultrapassando os adversários. Após ganhar a posição de Wellington, Campano foi atrás de Adam e tomou a posição na 12ª volta. O espanhol cruzou em primeiro, seguido de Adam Chatfield. Jorge Balbi Júnior (#1) completou em terceiro.

2ª BATERIA MX PRÓ – Leandro Silva fez novamente o holeshot. Adam Chatfield e Carlos Campano seguiam logo atrás, na segunda e terceira posição, respectivamente. Na segunda volta, Adam pressionou Leandro e o ultrapassou. Não demorou muito para o espanhol Campano também ganhar a posição do brasileiro. Adam tentou de todas as maneiras sustentar a liderança, mas Campano assumiu a ponta e venceu mais uma. Em segundo na última bateria, Adam terminou a etapa na mesma colocação. Ao final das duas provas, Jorge Balbi foi o melhor brasileiro ocupando o terceiro lugar.

“Foram duas baterias bastante difíceis. Tive que esperar o melhor momento para ultrapassar Adam e Leandro, pois estava bem complicado fazer ultrapassagens. Eu não imaginava começar o ano deste jeito”, comenta Carlos Campano, que chegou a sua quarta vitória consecutiva na competição.

1ª BATERIA MX2 – O piloto Thales Vilardi (#27) saiu forte do gate e foi para primeiro. Porém, o paulista não teve sossego. Se Anderson Amaral (#83), que vinha na segunda colocação, não encontrava uma maneira de chegar no líder, o norte-americano Everett Holcomb (#128), em terceiro, encontrou. Após ultrapassar Amaral, Everett batalhou com Thales e foi para ponta. Tudo estava bem com Everett até que na 11ª volta o competidor caiu e perdeu várias posições. Thales o ultrapassou, seguiu em frente e levou a vitória. Rafael Faria foi segundo e Dudu Lima, o terceiro. “Fiz uma boa largada, mas o Everett me ultrapassou. Ele cometeu um erro e consegui reassumir a liderança. Depois foi só manter a distância”, relata Thales.

2ª BATERIA MX2 – Anderson Amaral e Everett Holcomb saíram na frente. No entanto, o norte-americano se envolveu em um acidente e perdeu posições. Anderson completou algumas voltas em primeiro, mas Thales Vilardi e Hector Assunção (#30), mais velozes, o ultrapassaram. Em primeiro, Thales caiu e foi para décimo. Hector se aproveitou, assumiu a ponta e a manteve até a bandeira quadriculada. Regular em Salvador, Rafael Faria foi novamente segundo. No geral, o piloto conquistou a etapa com 44 pontos. Hector terminou em segundo e Anderson Amaral em terceiro. “Não saí bem nas duas largadas, mas consegui me recuperar. Estou feliz por vencer a etapa, mas nas próximas quero também ganhar as baterias e ser campeão da Superliga”, comenta Faria. O líder da categoria é Thales Vilardi com 86 pontos.

BATERIA JÚNIOR – Depois de quase chegar à vitória em Indaiatuba, na etapa de abertura, Gustavo Pessoa veio para Salvador com um único objetivo: vencer a bateria. Consistente nos treinos (liderou as duas sessões deste sábado), o paulista fez o holeshot e disparou. A diferença chegou a mais de 30 segundos. Gustavo venceu e ainda conquistou a liderança do campeonato com 47 pontos. Enzo Lopes (#92), em segundo, e Guilherme Castro (#68), em terceiro, completaram o pódio. “Apesar da diferença que consegui, a corrida não foi fácil. Qualquer erro ou falta de atenção poderia me prejudicar”, declara o vencedor.

ACESSE A PÁGINA COMPLETA DE RESULTADOS DA SEGUNDA ETAPA

A Superliga Brasil de Motocross é apresentada por Honda e Mobil, tem co-patrocínio Pirelli, Yamaha, Mormaii, Monster Energy e Consórcio Nacional Honda. Apoio da Prefeitura Municipal de Salvador, SECULT – Secretaria Municipal da Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Governo do Estado da Bahia, Federação Baiana de Motociclismo, Aeroclube Shopping Office, Rádio Transamérica FM e Revista da Moto!

Confira todas as informações da segunda etapa da Superliga Brasil de Motocross no site oficial, Twitter e Facebook:
www.superligabrasildemotocross.com.br
@superligamx
superligademx

?

Vipcomm. Foto: Luiz Pires/Vipcomm

Sobre * Equipe MOTONAUTA

Além disso, verifique

Líder de mercado, Honda PCX 2018 chega em novas cores

Sinônimo de praticidade, economia e design arrojado, modelo é o convite perfeito para um cotidiano ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *