BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Sobre Autos / Chery inaugura instalações industriais em São Paulo na cidade de Jacareí

Chery inaugura instalações industriais em São Paulo na cidade de Jacareí

O Vale do Paraíba recebe a primeira fábrica chinesa de automóveis fora da China. Com aporte de US$ 530 milhões, a Chery inicia nova etapa no país, já prevendo novos investimentos, com a decisão de construir um Centro de Pesquisa & Desenvolvimento

A Chery Brasil inaugura uma nova fase da história do setor automotivo nacional, com a inauguração de suas instalações industriais na cidade de Jacareí, no Vale do Paraíba, no interior de São Paulo. O investimento totaliza US$ 530 milhões, ou mais de R$ 1,2 bilhão, em duas novas fábricas: a de automóveis, que recebeu aporte de US$ 400 milhões, e a de motores, da Acteco, marca pertencente ao grupo Chery, que contou com investimento de US$ 130 milhões.

Mesmo em momento delicado vivido pelo segmento automobilístico nacional, a Chery manteve sua decisão de investir em Jacareí, por considerar o mercado brasileiro prioridade. “A decisão de ter uma unidade industrial nacional foi tomada em 2009, antes mesmo do anúncio do aumento dos 30 pontos percentuais do IPI para carros importados. Desde lá, passamos por uma série de situações, como o anúncio do Inovar-Auto, e o cenário atual do setor continua não influenciando em nossa decisão. A Chery Brasil será o headquarter da Chery na América Latina”, declara Roger Peng, presidente da Chery Brasil.

A aposta e o compromisso da Chery com Brasil podem ser comprovados com o novo investimento já aprovado para a filial brasileira: o país contará com um Centro de Pesquisa & Desenvolvimento, com aporte de R$ 50 milhões. “No futuro, provavelmente a partir de 2018, a Chery terá um automóvel pensado, desenvolvido e produzido especialmente para o mercado brasileiro. O centro de P&D também vai atuar no desenvolvimento de novos modelos para a América Latina”, diz Luis Curi, vice presidente da Chery Brasil.

O projeto de investimento da Chery no Brasil recebeu o apoio da Investe São Paulo, agência do Governo do Estado vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, desde maio de 2009. A Agência assessorou a Chery nas áreas ambiental, tributária e infraestrutura. “Este é um dos nossos primeiros projetos. Foram cinco anos desde a primeira reunião até a inauguração. Estamos muito felizes e orgulhosos não só pela concretização do investimento, mas pelo que ele significa, que é a geração de emprego para mais de 3 mil famílias, aumento de renda da população local e fortalecimento da indústria, não só de Jacareí, mas do Vale do Paraíba”, destaca o presidente da Investe São Paulo, Luciano Almeida.

Fábrica de Automóveis

FABRICA CHERY 3Construída em um terreno de mais de um milhão de metros quadrados, a fábrica de Jacareí tem uma área construída de 400 mil metros quadrados, onde estão localizadas três unidades produtivas – montagem, soldagem e pintura, além do prédio administrativo e da edificação do restaurante. O complexo da Chery em Jacareí ainda contempla uma pista de testes, que conta com variações diversas de terreno, possibilitando simular as condições mais adversas de solo.

Com recurso 100% próprio, a fábrica é equipada com máquinas de última geração, oriundas da Alemanha, Espanha, Estados Unidos, China, entre outros países. Merecem destaque o maquinário de medição tridimensional, com tecnologia de ponta, e toda a instalação do processo de pintura, totalmente robotizada.

Em setembro, os pré-séries das versões hatch e sedan da nova geração do Celer começarão a ser fabricados. Em dezembro próximo terá início a produção comercial para abastecer a rede de concessionárias da marca, que atualmente conta com 67 revendas.

“Com a fábrica operando – e esperamos produzir 50 mil carros neste primeiro ano de funcionamento –, teremos uma demanda maior do mercado, o que refletirá também no aumento da rede. A meta é chegar ao fim de 2014 com 100 revendas Chery por todo Brasil”, analisa Curi.

No primeiro ano de operação, além da nova geração do Celer, está previsto também o novo QQ, totalmente reformulado, que começa a ser produzido no segundo trimestre de 2015. O modelo de entrada da marca passará por uma modificação agressiva em seu layout, além de contar com motor 1.0 flex de três cilindros.

Em 2016 chega a vez de um terceiro modelo, um utilitário esportivo. Associada ao início da montagem deste modelo está previsto o começo das exportações dos automóveis Chery oriundos de Jacareí. Os três modelos – SUV, QQ e Celer – abastecerão a rede Chery de países como Argentina, Uruguai, Colômbia, Equador, Venezuela e Peru.

Empregos

Durante as obras civis, entre setembro de 2011 e agosto de 2013, foram geradas mais de 300 oportunidades de empregos. Atualmente, com a fábrica operando parcialmente, a Chery Brasil conta com 300 funcionários. Destes, cerca de 30% da mão de obra da manufatura provém de ex-profissionais da unidade da General Motors de São José dos Campos.

Neste momento, há 70 vagas disponíveis, sendo que 40 são para manufatura (operadores, técnicos e especialistas) e as demais para a área administrativa. Até o final de 2014, a fábrica espera contar com, pelo menos, 500 colaboradores.

O processo seletivo é feito através dos currículos cadastrados no site da montadora e também através de parceiros como Catho, Senai, PAT da região e redes sociais, como o Linkedin. É dada preferência para os candidatos com conhecimento da língua inglesa e com experiência no setor automotivo.

Fábrica de Motores

Junto com a unidade industrial de carros de passeio, a Chery inaugura também outra fábrica, voltada à produção de motores da marca Acteco, que recebeu investimento de US$ 130 milhões (mais de R$ 250 milhões).

Situada também em Jacareí, próximo à unidade de automóveis, a fábrica de motores é responsável, a princípio, pela produção de propulsores 1.0 e 1.5 litros.

“No futuro, também serão produzidos outros tipos de motores, para abastecer não só a demanda da Chery em Jacareí, mas como também outras localidades. Por enquanto, a Acteco fornecerá seus itens para o Brasil, mas planejamos exportar em um segundo momento”, revela o presidente da marca no Brasil, Roger Peng.

No momento, a Acteco conta com 30 colaboradores, para já atender às necessidades da Chery Jacareí, mas este número deve chegar a 100 até o fim do ano, acompanhando a demanda da fábrica de veículos. O processo seletivo da unidade segue as mesmas normas do da Chery.

Nacionalização

O primeiro modelo a ser fabricado em Jacareí, o Celer, nas versões hatch e sedan, inicia sua produção com mais de 50% de índice de nacionalização, graças a parceria da Chery com diversos fornecedores locais, como Plascar, Metagal, Pirelli, Moura, Bosch, HVCC, Tyco, Johnson Controls, Goodyear, Basf, Petronas, entre outros.

“Todas estas empresas estão situadas em um raio de até 100 km de distância, porém, já contamos com um espaço ao redor da fábrica de automóveis para receber um futuro polo de fornecedores”, comenta Curi.

O índice de nacionalização dos modelos Chery fabricados no Brasil será aumentando gradualmente, podendo chegar a 70% em aproximadamente dois anos, momento no qual a Acteco também passará a fornecer transmissões, que passarão a ser produzidas pela empresa.

Centro de P&D

Este número de nacionalização terá um crescimento gradativo também com o início de funcionamento do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Chery no Brasil.

Ainda sem local definido para ser instalado, o centro tecnológico já conta com investimento aprovado de R$ 50 milhões. “Definido e decidido o novo aporte, passaremos agora para a segunda etapa, voltada ao processo de planejamento para instalar o Centro de P&D no Brasil”, complementa Curi.

A empresa já estuda parcerias com universidades, como FGV, FAAP, UNIVAP, UNIP e Anhanguera, e com centros tecnológicos, como o de São José dos Campos e o de Jacareí.

Dados de Interesse

  • Investimento: U$530 milhões (fábricas de automóveis e motores)
  • Novos Investimentos: R$ 50 milhões para centro de P&D
  • Área construída: 400 mil m², em um terreno de 1 milhão de m²
  • Empregos: três mil
  • Capacidade de produção: 150 mil
  • Modelos para produção inicial: Celer e QQ
  • Vendas Chery em 2013: 8 mil unidades
  • Projeção para 2014: 15 mil unidades
  • Nº de revendas: 67 concessionárias
  • Modelos comercializados no Brasil: Tiggo, QQ, Celer e Face

***

SD&PRESS Consultoria

Chery inaugura instalações industriais em São Paulo na cidade de Jacareí

Sobre * Equipe MOTONAUTA

Além disso, verifique

CAR DAY BRASIL – CONCOURS D’ELEGANCE

Dia 07 / Outubro, na Sociedade Hípica Paulista – São Paulo – SP Adquira já ...

7 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *