BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Noticia / Felipe Zanol pode ser heptacampeão brasileiro de enduro

Felipe Zanol pode ser heptacampeão brasileiro de enduro

Última etapa da competição acontece em Patrocínio, Minas Gerais, e também terá a participação de Gregório Caselani

Dois pilotos patrocinados pela Rinaldi encaram neste fim de semana, 5 e 6, a última etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro. O evento acontece na cidade de Patrocínio, Minas Gerais, cerca de 400km distante da capital estadual, Belo Horizonte.

O mineiro Felipe Zanol tem grandes chances de conquistar seu sétimo título da competição. Considerando os descartes obrigatórios dos piores resultados (medida prevista em regulamento), ele está na liderança da principal categoria, a E1, e pode ficar campeão com a soma de mais 34 pontos.

“Não gosto muito de ficar fazendo cálculos, porque esse negócio de ir pra corrida pra ficar em quarto, por exemplo, nunca dá certo. O negócio é entrar pra vencer”, comenta. “Porém, por eu já ter usado os dois descartes, não posso cometer erros, preciso finalizar entre os melhores”, completa.

Zanol também é líder na classificação geral, o que é importante para o ranking brasileiro. “O ranking do ano seguinte é baseado na classificação geral, não tem divisão por categoria. Por isso é interessante ser o primeiro na geral também”, ressalta.

Os títulos anteriores de Zanol foram conquistados entre 2003 a 2007. Nos dois anos seguintes, o brasileiro competiu e venceu o Campeonato Português. No retorno ao Brasil, em 2010, Zanol conquistou seu sexto título brasileiro da modalidade.

Já o gaúcho Gregório Caselani vai sair da rotina e brigar pelo vice-campeonato da categoria E2. “Dos cinco anos de enduro, esse é o primeiro que não vou sair com o título. Infelizmente me lesionei e perdi muitas corridas”, lembra o piloto que é tetracampeão brasileiro da modalidade.

Caselani também descreve um pouco de como será a prova. “Deve ser muito desgastante, com deslocamentos bem puxados, como já é de costume das provas de lá (Patrocínio, MG). Tem muita pedra, trilha em cima de trilha”, comenta. “E as especiais são divertidas, mas exigentes. Uma é em uma pista de motocross, que no sábado à noite vai ter uma espécie de prólogo, com vários pilotos largando juntos e contando tempo para a prova. Outra é uma especial longa e mista, com pista de motocross e muitas curvas na grama, e a outra é o extreme teste, que vai ser em uma subida de uma trilha, bem puxada, com muitas, muitas pedras”, detalha.

Classificação (descartes não computados)

E1
1) Nielsen Bueno – 243 pontos
2) Julio Cesar Zavatti – 235
3) Felipe Zanol (Rinaldi) – 219

E2
1) Romulo Botrel – 255 pontos
2) Cristiano Oliveira – 170
3) Gregorio Caselani (Rinaldi) – 158

?

fonte: Imprensa Rinaldi S/A. Foto: Divulgação Rinaldi

Sobre * Equipe MOTONAUTA

Além disso, verifique

14900347_910113489124132_252720699733563665_n

Campeonato Brasileiro de Supermoto manterá a configuração original para a última etapa da temporada.

Santos, 17 de novembro de 2016   Após analisar os regulamentos da CBM e FIM, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>