BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Com a palavra / Fortaleza: Proposta contra o caos no trânsito é limitar a circulação de motos.

Fortaleza: Proposta contra o caos no trânsito é limitar a circulação de motos.

O trânsito de Fortaleza, nos últimos três anos, a cada 2,2 dias, uma pessoa morre e outras 17 ficam feridas em acidentes com motos. Entre 2009 e 2011 foram 480 óbitos e 19,3 mil feridos, de acordo com dados da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC). A maioria por imprudência, imperícia e desrespeito do condutor às normas do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e a falta de CNH.

E o problema não se relaciona apenas a motos. A cidade vende cerca de 3 mil carros novos todo mês e o trânsito é um caos total. Pouco se pode fazer. O espaço é cada vez menor e estacionar em Fortaleza é pura sorte e uma boa dose de grana. Em média os estacionamentos particulares cobram cerca de R$ 4,00 por hora e dependendo do lugar e do horário chega-se a pagar R$ 12,00 para estacionar próximo a uma casa de espetáculos.

De todos os óbitos e acidentes registrados, em cerca de 75% deles, os condutores não possuíam habilitação. Culpar a moto pelo grande número de acidentes e de vítimas é no mínimo ser superficial na avaliação. Ora, se o 75% dos pilotos acidentados com motos não possuíam CNH a culpa não é da motocicleta, mas sim da falta de fiscalização e isso é muito fácil constatar quando andamos nas ruas, principalmente de várias cidades do interior.

Existem algumas dessas cidades, e Iguatu (380k m de Fortaleza) é uma delas, onde o Demutran atua e fiscaliza, mas o efetivo ainda é muito abaixo do que deveria ser para que a fiscalização surta o efeito desejado. Mesmo assim, Iguatu anda bem. Não podemos dizer o mesmo nas cidades que fazem fronteira com o município de Iguatu.

O problema é sim de engenharia de trânsito (refazer tudo que está aí) e de falta de fiscalização, pois não se pode proibir de comprar um veículo só por que não tem CNH.

Segundo dados do Detran-Ce, referentes a fevereiro desse ano, a frota de motos na Capital (Fortaleza) chegou a 189,2 mil. Em contrapartida, o número de habilitados na categoria A é de somente 48,6 mil condutores, quase quatro vezes menos aptos a pilotar do que o total desse tipo de veículos em circulação.

Apenas 1 em cada 6 tem CNH no interior do Ceará

No interior o problema é ainda maior. São 663,3 mil motos e apenas 106,8 mil com carteira. Número seis vezes menor. Mesmo considerando os habilitados na categoria AB (moto e carro) a diferença é grande. São 152,2 aptos na Capital e 202,8 mil nos municípios interioranos.

O Detran-Ce desenvolve o Programa Carteira de Motorista Popular, onde mais de 35 mil pessoas no interior regularizaram a situação, mas ainda faltam mais 55 mil selecionados que estão esperando para regularizarem a situação.

Há a necessidade de acelerar esse processo. Mesmo não sendo essa a melhor solução, pois pouco se agrega ao motociclista o fato de ter CNH, podemos afirmar que já é pelo menos um pequeno avanço.

Recentemente a AMC – Autarquia Municipal de Trânsito de Fortaleza resolveu piorar ainda mais o problema lançando uma idéia que mais complica que ajuda a resolver. A AMC e o Ministério Público Estadual estão a estudar a viabilidade de faixas exclusivas para as motos e a restrição em ruas e avenidas mais estreitas. Entre elas, a Beni de Carvalho, Padre Valdevino, Antônio Pompeu, Santos Dumont, Costa Barros, Leonardo Mota e José Vilar. Ora, se as ruas são estreitas a prioridade deveria ser para os veículos menores e não para carros, certo? E por serem estreitas, como colocar faixas exclusivas para motos? Mas a ideia não é essa e é aqui que a coisa tende a piorar.

Essas soluções são semelhantes a tentar curar uma gripe. Você ameniza os efeitos com remédios paliativos, que nem sempre funcionam, e deixa que o organismo faça o resto.

?

by

Luis Sucupira
Jornalista, publicitário e documentarista desde 1988, blogueiro e colunista do Fórum PCs. Motociclista há 25 anos foi fundador do MC Guerreiros do Sol. Palestrante sobre temas relacionados a motociclismo, mototurismo, marketing e vendas.

Sobre * Equipe MOTONAUTA

Além disso, verifique

140421_mobilidade

52% dos brasileiros consideram o transporte público ruim ou péssimo

De acordo com o estudo realizado pela Expertise, 56% das pessoas gastam mais de uma ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>