BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Avaliações / Harley Davidson XR1200X … avaliamos!

Harley Davidson XR1200X … avaliamos!


Baseado no design da XR-750 moto de corrida de flat-track que viveu o seu apogeu na década de 1970, a Harley-Davidson XR1200 é uma moto de rua extremamente competente e que rompe o design clássico de suas motocicletas.

Quando vi pela primeira vez a XR1200 minha atenção foi atraída para o motor preto com as aletas prateadas. E após uma olhada mais apurada fiquei impressionado com a qualidade da construção e acabamento da motocicleta. A balança traseira em alumínio fundido é um item que valoriza muito o visual.

Eu nunca poderia imaginar que um dia faria curvas tão bem com uma Harley Davidson, o limite de inclinação é muito maior que o encontrado nos outros modelos da marca, na XR esse limite é por volta de 40 graus, um ótimo número.

Mesmo com seu peso elevado (250 kg seco) ela é fácil e ágil de conduzir graças ao centro de gravidade baixo. Claro que não podemos comparar esta agilidade com a encontrada nas nakeds japonesas, mas mesmo assim impressiona positivamente.

A posição do piloto é natural. Os pés e quadril na mesma linha e tronco levemente avançado. O banco baixo (e confortável para o piloto) contribui para uma posição ereta e confortável.

Você pode pensar que o motor da XR1200 refrigerado a ar gera um grande calor. Mas o radiador de óleo de grande capacidade localizado no lado esquerdo da moto faz seu trabalho e mantém a temperatura mesmo quando o motor é exigido por longos períodos.

A potencia é liberada principalmente a baixas e médias rotações, ao contrário das suas concorrentes que pela configuração do motor trabalham melhor nos médio/altos giros.

Quando a XR1200 está parada, temos o som (patenteado pela Harley Davidson) e a vibração característica de toda a linha Sportster, mas quando em movimento ela se comporta como uma moto esportiva e o motor funciona de maneira incrivelmente lisa. Nem parece um V-twin a 45 graus.

Os comandos de guidão, manetes, setas e retrovisores são os mesmos utilizados na linha Sportster, e claro, estranhos por terem dois botões de seta (um em cada lado), mas depois de algumas horas já acostumamos.

Os freios de duplo disco e quatro pistões na dianteira e disco simples na traseira não fizeram feio, mas poderiam ser mais potentes.

Os garfos invertidos Showa de 43mm absorveram as irregularidades com o mínimo de barulho. Na traseira são dois amortecedores com reservatório de gás. Elas são totalmente reguláveis na compressão e retorno e “copiaram” bem o asfalto em péssimas condições da cidade de São Paulo.

As curvas são feitas com total confiança e de maneira consistente e previsível. Em utilização normal é muito difícil tocar as pedaleiras no asfalto.

O cambio de cinco marchas passa a sensação de solidez e faz um “clunck” ao engatar as marchas (o mesmo som de toda a linha Sportster). As mudanças (apesar do som) sempre são boas em marcha, embora que em algumas ocasiões tive dificuldade de colocar no neutro.

O dia a dia com a XR1200

Embora a preferência seja rodar com a XR1200 por estradas secundárias, tive que utilizar a motocicleta no dia a dia para ir de casa para o trabalho.

A XR1200 é uma moto estreita e ágil apesar de seu peso. O guidão é a parte mais larga da moto, o que torna o deslocamento através de tráfego urbano fácil e confortável.

Os espelhos estão idealmente localizados para ver o que está atrás de você no trânsito. O guidão e a altura do espelho não esbarram nas SUV´s e nem nos carros, uma preocupação a menos no dia a dia. A posição do é confortável e natural.

O som do motor é grave e agradável, e também suficiente para os motoristas perceberem a sua presença.

Na estrada os pneus Dunlop foram ótimos, aquecem rápido e oferecem um excelente grip. O forte vento lateral que enfrentei na estrada não foi suficiente para me obrigar a reduzir o ritmo, nem mesmo a frisagem dos recapeamentos incomodaram na pilotagem.

Não existe proteção aerodinâmica na XR1200 e acima de 140 km/h fica desconfortável, mas rodando abaixo desta velocidade é possível trafegar por horas sem cansar.

A transmissão por correia é um toque agradável – sem necessidade de lubrificar, sem necessitar ajustes e muito silencioso.

Conclusão

A Harley-Davidson XR1200 é ao mesmo tempo divertida e surpreendente prática. Uma motocicleta para se usar no dia a dia e se divertir na estrada.

É uma motocicleta que vai agradar pelo seu custo/benefício (quando somado ao valor do seguro) frente uma naked japonesa.

A XR1200X se misturou com as esportivas sem problemas
A XR1200X se misturou com as esportivas sem problemas

Sobre Claudinei Cordiolli

Analista de Negócios formado pela Unibero, empresário no ramo de ERP´s para o setor Imobiliário. Participação em diversas provas de Enduro no final da década de 1990 e início dos anos 2000 mudou para a pilotagem esportiva onde continua pilotando (mas não competindo) até hoje. Apaixonado por Fotografia fez trabalhos para diversos sites e para o Jornal Diário de São Paulo. Hoje faz fotografia esportiva para a Taça São Paulo de Supermoto e trabalhos de freelancer. Atual colunista do site Motonauta para a seção de Avaliações e alguns editoriais sempre apresentando ao público sua opinião sem ter o "rabo preso" com nenhum fabricante ou marca.

Além disso, verifique

Kawasaki Versys 1000 é diversão garantida

Há uma coisa estranha acontecendo na categoria de moto aventura. Toda a categoria foi criada ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *