BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Mercado e Segurança / Inadimplência alta afeta crédito e emplacamentos em março

Inadimplência alta afeta crédito e emplacamentos em março

Apesar do crescimento registrado no mês, houve queda na média diária de vendas de automóveis e comerciais leves entre março de 2011 e 2012. Causada pelo aumento da inadimplência e maior restrição dos bancos para a concessão de crédito ao consumidor, a queda preocupa a Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores.

Com 22 dias úteis em março, contra 19 em fevereiro, o setor da distribuição de veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motos, implementos rodoviários e outros meios de transporte como carretinhas para moto aquática) cresceu 21,02% em março na comparação com o mês anterior (foram emplacados 483.643 unidades contra 399.655). Na comparação entre os meses de março 2011 e 2012, o setor também registrou crescimento de 0,08%, ressaltando que março do ano passado teve menor dias úteis em função do Carnaval que, em 2011, ocorreu neste mês.

No entanto, segundo o presidente da Fenabrave, “ao compararmos os resultados da média diária de vendas entre os meses de março 2012 e 2011, notamos que houve queda de 6,05% nas vendas de automóveis e comerciais leves”, comentou Flávio Meneghetti.

De acordo com Meneguetti, o crescimento da inadimplência no setor automotivo chegou a 5,5% em fevereiro, índice superior aos registrados durante a crise de 2009. Essa inadimplência alta, segundo o presidente da Fenabrave, fez com que as instituições financeiras ficassem mais restritivas na liberação do crédito ao consumidor, medida que impactou diretamente as vendas nas concessionárias. “Esta restrição no cadastro gera queda nas vendas, por isso, a média diária foi menor de um ano para outro. Essa situação nos preocupa, pois pode afetar a expansão esperada para o ano”, detalha o presidente da Fenabrave, que acredita que poderá haver queda na inadimplência a partir do final do primeiro semestre.

Previsões mantidas

Apesar da queda das vendas diárias, registrada em março, para automóveis e comerciais leves, a Fenabrave ainda mantém as perspectivas de crescimento para 2012.

Em todos os segmentos, deverá ocorrer aumento de 5,76%, totalizando 5.890.733 milhões de unidades, resultado que deverá acontecer de forma mais expressiva a partir do segundo semestre.

Para os segmentos de automóveis e comerciais leves, a entidade mantêm a expectativa de aumento de 4,50% nos emplacamentos, totalizando 3.579.699 milhões de unidades.

Já o setor de caminhões deverá contabilizar 189.235 mil unidades emplacadas, com evolução de 9,6% sobre o ano passado, enquanto o segmento de ônibus deverá crescer 14,3% – com previsão de fechar o ano com 39.718 mil unidades emplacadas.

O segmento de motos promete aumentar 7,5% este ano, totalizando com 2.086.082 unidades emplacadas.

Confira, abaixo, o desempenho do setor em cada segmento:

Apesar do crescimento registrado entre fevereiro e março de 2012, houve queda nos emplacamentos da maior parte dos segmentos na comparação de março de 2012 com o mesmo mês de 2011. As vendas diárias caíram, o que sinaliza uma retração do mercado atual. Confira:

Automóveis e Comerciais Leves – Em função do maior número de dias úteis, o volume de vendas de automóveis e comerciais leves somou 284.166 unidades em março, num crescimento de 20,46% sobre fevereiro. Já na comparação com março/2011, os segmentos registraram retração de 1,58% sendo que, se fossem considerados os mesmos dias úteis (já que ano passado o Carnaval aconteceu em março), a retração real seria de 6,05%.

Caminhões e Ônibus – Os emplacamentos de caminhões também foram beneficiados pelo maior número de dias úteis em março deste ano, e as vendas do setor cresceram 22,15% na comparação com fevereiro. Foram licenciados 13.309 unidades em março, contra 10.896 caminhões no mês anterior. Da mesma forma como ocorreu no segmento de automóveis e comerciais leves, na comparação com março de 2011, quando foram negociadas 14.488 unidades, o setor registrou queda de 8,14%.

O segmento de ônibus cresceu 14,13% no mês de março. Foram emplacadas 3.117 unidades, contra 2.731 em fevereiro. Na comparação com o mesmo período de 2011 (2.926 unidades), o segmento também registrou crescimento de 6,53%.

Os setores de caminhões e ônibus, juntos, cresceram 20,54%, no comparativo entre março e fevereiro, e tiveram retração de 5,67% na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Motos – O segmento de duas rodas cresceu em 23,02 % em março no comparativo com fevereiro, também em função do volume de dias úteis (19 em fevereiro contra 22 em março). Foram emplacadas 165.628 unidades contra 134.639 motos, respectivamente. Em relação a março de 2011 (160.295 motos), este setor também cresceu, chegando a um aumento de 3,33%.

Implementos Rodoviários – Foram vendidas 4.661 unidades em março, contra 3.734 no em fevereiro, apontando crescimento de 24,83%.

Outros veículos – Outros veículos, como carretinhas de transporte de moto aquaticas, motos, etc, registraram crescimento de 8,82%. Foram comercializadas 8.018 unidades contra 7.368, comparando com o mês de fevereiro.

?

MCE- Mazzuchini Comunicação e Eventos S/C Ltda.

Sobre * Equipe MOTONAUTA

Além disso, verifique

Emplacamentos de veículos registram alta de 14,76% em agosto

A Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores divulgou, nesta quinta-feira, 1º de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *