BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Noticia / Maratá voltou ao Rinaldi Gaúcho de Motocross após dois anos

Maratá voltou ao Rinaldi Gaúcho de Motocross após dois anos

Mais de 200 inscritos prestigiaram uma das melhores pistas do Estado, e o público de mais de quatro mil pessoas circularam pelo Parque da Oktoberfest durante o fim de semana

Após dois anos, Maratá voltou ao circuito estadual de motocross com uma grande prova. A quarta etapa do campeonato Rinaldi Gaúcho de Motocross 2011 foi realizada no domingo, 10 de julho. Mais de 200 inscritos prestigiaram uma das melhores pistas do Estado, e o público de mais de quatro mil pessoas circularam pelo Parque da Oktoberfest durante o fim de semana.

Categorias 50 A e B
As duas categorias largam juntas, mas têm suas classificações finais separadas. Pedro Moraes largou na frente, com Gabriel Andrigo em sua perseguição. Pedro manteve a primeira colocação até a metade da primeira volta, quando Gabriel assumiu a liderança e aos poucos foi abrindo distância para chegar ao final da corrida com 7 segundos de vantagem sobre Pedro Moraes.

Gabriel Andrigo, que corre pela categoria 50 A, para pilotinhos até sete anos, e está sobrando na categoria, pois vem vencendo pilotos com mais idade que ele. Garmichel Giehl foi o segundo, Pablo Torres dos Santos o terceiro e Bruno Chavier da Cruz o quarto na categoria 50 A.

Pedro Moraes, de Marau, chegou em segundo no geral, mas venceu a sua categoria, a 50 B, e com isto abriu vantagem na tabela de classificação. E em Maratá houve uma boa disputa pelo segundo lugar, que acabou ficando com Bernardo Picoli, com Lucas Moresco em terceiro e Bruno Schmitz conquistando a quarta posição.

Categoria 65
Mostrando muita superioridade, Gabriel Della Flora largou na frente e venceu a prova de ponta aponta com mais de 1 minuto de vantagem para o segundo colocado, Felipe Moraes. Axel Hahn, participando pela primeira vez no campeonato Gaúcho de Motocross, foi terceiro depois de uma bela disputa com Felipe Migliorini, que acabou caindo e abandonando a prova. Bernardo Picoli completou a prova na quarta posição, com Bruno Schmitz fechando os cinco primeiros que subiram no pódio.

Categoria MX4
Marco “Milão” Müller foi quem largou na ponta, com Marcelo Agostini, da cidade de Garibaldi, em segundo. Os dois levantaram o público com uma disputa eletrizante no inicio da prova, até que  Agostini assumiu a ponta para vencer mais esta etapa. No pódio, festa para Marcelo Agostini, com Carlos “Nazysta” Kettermann em segundo correndo perto de sua torcida, ele que é de Montenegro, cidade distante 30 km de Maratá. Milão foi terceiro, Adecir de Lima o quarto e Márcio Molz em quinto.

Categoria MX3
Depois do intervalo para o almoço, foi a vez do gate cair para a categoria MX3. Desde a largada, as disputas foram intensas, com pegas emocionantes em todas as posições. Marcelo Agostini venceu também a MX3 comemorando o belo dia que teve. Marco Müller também mostrou que, mesmo sem poder treinar como gostaria, tem muito gás e garantiu a segunda posição.

Walter Tardim mais uma vez mostrou uma enorme disposição pelo esporte, e depois de participar da etapa final da Superliga de Motocross no sábado em Indaiatuba, São Paulo, ele viajou para Maratá e garantiu o terceiro lugar na prova. Carlos Kettermann, em prova de muita consistência, foi quarto, com Frederico Andrigo em quinto. Éder Antoniazzi chamou a atenção depois de largar quase meia volta atrasado e chegar na sexta posição.

Categoria 230
Quem largou na frente foi o piloto da casa, Alex de Bolba, o “Ratinho”, com Vanderlei “Chico Loco” da Silva em segundo. Chico Loco assumiu a liderança e até quase o final da prova, quase por que na última volta Chico caiu e deixou a vitória de bandeja para Gedielson dos Santos. Guilherme Zottis chegou a tentar a vitória, mas se contentou com o segundo lugar. Chico Loco foi o terceiro, com Adenilson Dorigon, vencedor da primeira etapa em Marau, em quarto. Ainda teve Cristian Lotermann fechando o pódio na quinta posição.

Categoria MX2
Leonardo “Léo” Sebben chegou à etapa como vice-líder da categoria, e logo nos treinos se viu que o piloto de Caxias do Sul estava decidido a brigar pelo titulo, que já foi dele na temporada de 2007. Na prova, Leonardo é quem largou na ponta, com Marçal Müller em seguida. Na curva após o pit-stop, Marçal ultrapassou Leonardo, que acabou abandonando a prova com o pneu traseiro furado.

João Pedro Pinho Ribeiro herdou a segunda posição, mas não conseguiu segurar um empolgado Mateus “Tatu” Basso, que havia passado na primeira volta entre os últimos colocados, e foi evoluindo no transcorrer da prova. Tatu acabou garantindo a segunda posição ultrapassando João Pedro. Leonardo Dambrós acelerou para ser o quarto colocado, com Lucas Basso na quinta posição, fechando os cinco pilotos que subiram no pódio.

Categoria Estreante Importada
João Pedro “Bubba” Viecelli está começando a gostar das vitórias. Depois de vencer a etapa anterior, o piloto de Canoas mostrou muita evolução, vencendo também esta etapa em Maratá. Moisés Lazarotto, de Marau, garantiu a segunda posição em uma prova bem consistente. Lucas Kerschner caiu ainda no começo da prova quando se enroscou com João Pedro Viecelli e com uma recuperação fantástica garantiu a terceira posição. Ainda ocuparam lugar no pódio em quarto e quinto, respectivamente, Fábio Imperatore e Adairton Soares.

Categoria MX1
Antes mesmo da largada já havia uma grande expectativa para esta categoria, que reúne os melhores pilotos do Rio Grande do Sul. Logo no inicio da prova teve uma bandeira vermelha em virtude de uma forte queda do piloto Gustavo “Moskito” Focchesato, que ficou desacordado por um tempo e precisou receber atendimento médico especial.

Na segunda largada, o caminho acabou se abrindo para Marçal Müller, que venceu de ponta a ponta, e comemorou sua primeira vitória na classe MX1. Jethro Feula foi insistente durante toda a bateria, mas não conseguiu superar Marçal, e finalizou no segundo lugar, posição que lhe dá a liderança do campeonato. Mateus Basso foi terceiro colocado, com Walter Tardim em quarto e Carlos Kettermann em quinto.

Categorias Feminina A e B
Sempre muito bom ver a disputa entre Maiara Basso e Janaina “Jana” Todeschini na categoria Feminina A. No final da prova o lugar mais alto do pódio ficou com Janaina, com Maiara em segundo. É que na prova, Maiara chegou na frente de Jana, mas foi penalizada por não respeitar bandeira amarela quando a piloto Mayrêe Ribeiro estava caída na sessão de costelas. Por sinal, a queda de Mayrêe “Gauchinha” Ribeiro na sessão de costelas foi bem feio, com a moto ejetando a piloto numa altura de três metros de altura e na queda a pilotinha de São Jerônimo teve que receber atendimento médico. A piloto Fernanda Kubaski ficou com a terceira posição. Na Feminina B vitória de Caroline Zatt em bela disputa com Joelma Perucchi, segunda colocada. Ainda teve Bruna Zanatta em terceiro, e Marina Becker em quarto.

Categoria Intermediária
Outra prova com gate lotado e muitas disputas foi a categoria Intermediária. O piloto da cidade de Torres, João Pedro Pinho Ribeiro venceu de ponta a ponta, e voltou a brigar pelo titulo depois de ficar fora da etapa anterior por problemas mecânicos em sua moto. Walter Tardim teve que acelerar forte para chegar na segunda posição, a frente do caxiense Cristian Tessaro. Marcelo Dahmer andou boa parte da prova na segunda posição, mas deixou a moto apagar, e ainda acelerou para buscar a quarta posição. Rodrigo Gallioto em um prova em que veio da última posição, completou o pódio na quinta colocação.

Categoria 85
Uma das categorias que vem mostrando uma enorme evolução no Rio Grande do Sul sem dúvida é a 85cc, pois o nível dos pilotos vem crescendo muito. Guilherme “Gui” Zaparolli, da cidade de Sananduva, venceu a etapa com uma disputa volta a volta com Andrio Sebben, de Farroupilha, que faz seu primeiro ano na categoria. Eduardo Martelo de Marau, Leonardo Limberger de Santa Cruz do Sul, e José Mombach de Montenegro, foram o terceiro, quarto e quinto colocados respectivamente, em disputas que renderam aplausos do público durante toda a prova.

Categoria MX Gold
Com muita motivação, Douglas “Duda” Parise, piloto patrocinado pela Rinaldi, venceu a prova, mas nas duas primeiras voltas teve trabalho para superar Leonardo Sebben, que largou na ponta. Quando Duda assumiu a ponta, trouxe com ele Jethro Feula, deixando Léo Sebben na terceira posição. Depois de uma boa disputa, Marçal ultrapassou Sebben e iniciou a caça em cima de Jethro Feula, que acabou levando um forte tombo na sequência de costelas.

Marçal Müller está mostrando que está voltando a boa forma, conseguindo conquistar o segundo lugar na prova. Mateus Basso, da cidade de Gentil, finalizou em terceiro. Leonardo Sebben, com entortadas empolgantes para o público, garantiu a quarta posição. Ainda ocupou lugar no pódio o piloto Leonardo Dambrós, que fechou a corrida na quinta posição. Jethro Feula, que vinha bem na prova, caiu feio na sessão de costelas, mas ele saiu ileso da prova.

Próxima etapa do Rinaldi Gaúcho de Motocross

A próxima etapa do campeonato Rinaldi Gaúcho de Motocross 2011 está programada para o dia 14 de agosto, em Terra de Areia, cidade localizada no litoral norte do Rio Grande do Sul.

?

fonte: Imprensa Rinaldi S/A. Foto: Divulgação FGM/Rinaldi

Sobre * Equipe MOTONAUTA

Além disso, verifique

Evento inédito reúne gastronomia, as melhores motos do Brasil e muito lazer

Um evento diferenciado no qual o público poderá passar um final de semana divertido e ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *