BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Mercado e Segurança / Mercado de motos … uma visão !

Mercado de motos … uma visão !

Em 2001 a produção de motocicletas era de aproximadamente 55 mil unidades/mês e atualmente temos 150 mil motocicletas produzidas num único mês.

Em 2006, recordo-me de ter escutado sobre uma estimativa de que a produção de motos superaria o número de automóveis produzidos em 2010 a nível nacional. É verdade que alguns estados e regiões já conseguiram esse feito, como é o caso do Espírito Santo e a nossa vizinha Argentina.

Mas superar os mais de 200 mil automóveis comercializados por mês está cada vez mais difícil. A ANEF, Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras, divulgou que neste 1º trimestre 49% das vendas foram realizadas por financeiras, 29% através do consórcio, 21% foi pagamento à vista e apenas 1% por leasing.

Parece que 49% é um bom índice de participação para o financiamento, porém esse número está concentrado em apenas três fábricas, sendo que existem mais de dez no Brasil, o que por conseqüência “sufoca” um possível aumento na produção, e tudo por falta de apoio das financeiras.

Em minha pesquisa, na cidade de São Paulo, apenas Itaú, Panamericano (do Grupo Silvio Santos) e a financeira Cifra (Banco Schahin), estão disponibilizando crédito ao setor das motocicletas. Detalhe: a prioridade é para as japonesas Honda, Yamaha e Suzuki.

Quem optar por alguma outra marca, não pertencente ao trio, terá que batalhar pelo financiamento junto ao banco em que é correntista.

Ainda em minha pesquisa o financiamento para pessoa física varia bastante ficando entre 2,5 % e 3,5%. Como o valor de algumas motocicletas é baixo, muitos optam por financiar uma pequena parte, preferindo um empréstimo pessoal que não foge da média de 3,0%. Essa última opção ocorre muito quando o cliente não possui crédito aprovado junto ao banco para financiar a motocicleta.

Talvez agora caiba uma pergunta: como alguém não consegue crédito para financiar uma motocicleta, porém consegue dinheiro vivo para, digamos, financiar “nada”?

É, para muitos é mais fácil conseguir dinheiro na mão do que “vincular” o empréstimo a uma motocicleta, ou seja, fazer um financiamento e isto se deve ao fato das financeiras não confiarem nas marcas que fogem ao trio japonês! E essa informação é uma das justificativas dos próprios revendedores dessas outras marcas.

De um lado da moeda está o trio japonês com sua boa reputação, ou quase boa, perante as empresas financiadoras de veículos, e do outro lado está as demais, geralmente de origem chinesa, batalhando para sobreviver neste mar onde atualmente somadas detem menos de 10 % do mercado.

A ABRACICLO (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) prevê o ano de 2010 com um sutil aumento de 400 mil unidades em relação ao ano de 2009, onde foram comercializadas aproximadamente 5,3 milhões de motos. Mas esse aumento deve refletir principalmente na Honda (que chegou a ser 10% inferior ao atual market share).

Para o mês de Abril/10 a FENABRAVE (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) divulgou o seguinte market share:

  • HONDA – 76,84%
  • YAMAHA – 11,81%
  • SUZUKI – 3,92%
  • DAFRA – 2,91%
  • SUNDOWN – 1,06%
  • OUTROS – 3,46%

Como iniciei este artigo comparando o presente com o passado, segue o market share de 2001: Honda 88,07%, Yamaha 9,89% e outros 2,04%. Lembro dos comentários de que a cada 10 motos, 9 eram da Honda.

As financeiras parecem só enxergar o trio japonês. Talvez a solução financeira para um aumento de produtividade está num trabalho através da utilização do consórcio perante as demais montadoras de motocicletas !

Sobre * Equipe MOTONAUTA

Além disso, verifique

Abeifa aguarda por liberação de cotas não utilizadas em 2016 e fim dos 30 pontos percentuais

– Setor de carros importados mantém pleito ao governo Temer por liberação de cotas não ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *