BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Noticia / MUNDIAL – Pista pesada e molhada dificulta ação da Equipe Honda Mobil

MUNDIAL – Pista pesada e molhada dificulta ação da Equipe Honda Mobil

Tinha tudo para ser uma competição espetacular, mas a chuva que caiu neste domingo (20) atrapalhou os planos dos pilotos da Equipe Honda Mobil que disputaram o Honda GP Brasil de Motocross, válido pela quinta etapa do Campeonato Mundial de Motocross. A prova, realizada na pista do parque Beto Carrero World, em Penha (SC), foi marcada pelo público de mais de 20 mil pessoas habilidade dos pilotos diante de situações adversas. Destaque para o goiano Wellington Garcia (#221), que conseguiu terminar as duas corridas da MX1 e ainda completar a primeira na 18ª colocação, sendo o melhor brasileiro da bateria.

1ª BATERIA MX1 – Wellington Garcia não começou bem, mas aos poucos ganhou ritmo. O goiano fez boas ultrapassagens até concluir em 18º. “Tinha muito barro e lama. A moto estava muito pesada e nós não conseguíamos ficar equilibrados. Era como carregar 300 quilos. Em alguns momentos pensei em parar, mas o apoio da torcida e, principalmente, do meu pai me deram forças e consegui terminar”, afirma.

Leandro Silva deixou a prova ainda no começo. O paranaense lamenta o mau tempo, mas destaca a oportunidade de participar de um evento internacional. “A chuva atrapalhou muito e quando parou de chover ficou ainda pior. O barro começou a grudar. Depois da largada voou barro no meu rosto e não consegui mais ver nada. Depois, levei uma pancada na perna e achei melhor parar para evitar possíveis lesões”, conta.

Os pilotos da Honda World Motocross, o português Rui Gonçalves (#999) e o russo Evgeny Bobryshev (#777), finalizaram na quarta e nona colocações, respectivamente. A vitória ficou com o francês Christophe Pourcel (#377).

2º BATERIA MX1 – Na última prova do dia, Wellington Garcia fez uma corrida de recuperação. O piloto ganhou posições até cruzar a linha de chegada em 20º lugar e terminar como segundo melhor brasileiro na geral. Rui Gonçalves encerrou sua participação na quinta colocação e Evgeny Bobryshev em nono. A vitória ficou com o francês Xavier Boog, mas foi seu compatriota Pourcel quem levou a melhor na etapa.

1ª BATERIA MX2 – Hector Assunção (#30) e Thales Vilardi mantiveram o ritmo no começo, mas encontraram dificuldades devido às condições da pista. As canaletas fundas e excesso de lama deixavam as motos cada vez mais pesadas. Thales terminou em 18º lugar como segundo melhor brasileiro. Hector ficou na 22ª posição.

O britânico Max Anstie (#6), da Honda Gariboldi – Esta, concluiu a bateria na quarta posição. A vitória ficou com seu compatriota, Tommy Searle (#100).

2ª BATERIA MX2 – Em mais uma corrida difícil, Max Anstie terminou na sétima posição. A vitória foi novamente de Searle, vice-líder da categoria na competição. Hector Assunção e Thales Vilardi preferiram se poupar e não entraram na última disputa.

“O dia não foi nada fácil. A chuva castigou bastante e a pista era praticamente outra. Muito barro e canaleta. Quando caía, não conseguia levantar a moto porque ela grudava na lama. Achei melhor não arriscar”, diz Thales Vilardi.

O Honda GP Brasil de Motocross foi um grande desafio para Hector. “Estava quase impossível andar na pista. A moto ficou com o dobro do peso. Quando caí, acabei sujando muito minha luva. Infelizmente, não deu para continuar”, completa. O satélite da Dunas Team Endrews Armstrong (#212) concluiu a prova na 19ª colocação.

A Equipe Honda Mobil tem apoio da Mobil, Pirelli, Oakley, Fox, Did, Protaper, Polisport, Orbital, Yoshimura e Galfer.

***

Vipcomm

Sobre * Equipe MOTONAUTA

Além disso, verifique

14900347_910113489124132_252720699733563665_n

Campeonato Brasileiro de Supermoto manterá a configuração original para a última etapa da temporada.

Santos, 17 de novembro de 2016   Após analisar os regulamentos da CBM e FIM, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>