BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Mercado e Segurança / Operação RODOVIDA reforça enfrentamento à violência no trânsito

Operação RODOVIDA reforça enfrentamento à violência no trânsito

As festas de fim de ano, feriados, férias de verão e carnaval são os períodos do ano em que mais acontecem acidentes de trânsito nas rodovias e zonas urbanas do país. Para diminuir o alto índice de mortes decorrentes de acidentes nas estradas brasileiras, o governo federal reuniu quatro ministérios – Justiça, Transportes, Cidades e Saúde – para deflagrar a operação integrada RODOVIDA 2012/2013, lançada nesta quinta-feira, 13/12, em cerimônia no Palácio da Justiça, em Brasília.

O ministro José Eduardo Cardozo apresentou os números da Polícia Rodoviária Federal que mostram redução de 16,8% no número de mortos em acidentes no trânsito, após o lançamento da primeira edição do Rodovida, no fim de 2011. O lançamento da operação 2012/2013 fortalece a campanha permanente Parada – Um Pacto pela Vida, lançada pela presidenta Dilma Rousseff em setembro último para atender à orientação da ONU de reduzir em 50% o número de mortes no trânsito no mundo inteiro, durante a década de 2010. A campanha está sob a responsabilidade do Ministério das Cidades, com o slogan “Já é hora de abandonar esta tradição de fim de ano”

“É a primeira vez que as polícias atuam de forma integrada para aumentar a segurança em nossas estradas” afirmou o ministro, ao explicar que a RodoVida será especialmente aplicada nos cem pontos críticos identificados pela PRF nas rodovias brasileiras, nos estados de Ceará, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa catarina, Rio Grande do Sul, Pará e Espírito Santo. Nestes pontos, acontecem 27,6% dos acidentes e 11% das mortes. (Assista abaixo coletiva com os ministros após a cerimônia)

A operação Rodovida pretende reduzir o número de acidentes no trânsito no período que compreende o início das festas de final de ano e o carnaval, entre 15/12 e 13/02.

Álcool e velocidade – Os dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apontam que, nesse período em que a operação será realizada, ocorre o maior número de acidentes de trânsito comparado com a média anual. As ocorrências registradas pela PRF mostram que de janeiro a novembro de 2010 houve uma média mensal de 557 acidentes provocados por ingestão de álcool nas rodovias federais. Em dezembro do mesmo ano, o número aumentou 21,9% com 679 acidentes registrados. O excesso de velocidade matou uma média mensal de 67 pessoas de janeiro a novembro. Em dezembro o número subiu para 111, 65,7% de aumento.

Bafômetros – Durante a cerimônia de lançamento da Rodovida, o ministro das Cidades. Aguinaldo Ribeiro, entregou à Associação Nacional dos Detrans (AND) um milhão de bafômetros educativos para serem distribuídos aos 26 estados e ao Distrito Federal. Os bafômetros educativos foram doados ao Governo Federal pela Confederação Nacional das Empresas de Seguros (CNSeg) e Federação Nacional das Empresas de Seguros (Fenaseg).

Radares – O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, explicou a previsão do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), é fechar o ano de 2012 com 1.650 equipamentos de controle de velocidade como barreiras eletrônicas, pardais, controle de avanço de sinais, parada sobre a faixa e controle de velocidade, em operação nas rodovias federais. Até 2013, serão 2.696 equipamentos, que vão monitorar 5.392 faixas pelo prazo de cinco anos. Nesse período, o governo federal investirá R$ 773,3 milhões no programa, com recursos previstos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Vida no Trânsito – O Ministério da Saúde intensificará as ações do projeto Vida no Trânsito, lançado em 2010 e que está sendo implemantado nas capitais do país, além de Campinas e Guarulhos (SP). O projeto unifica o sistema de informações sobre acidentes no trânsito para qualificar os dados e detectar os principais problemas e elaborar políticas públicas mais eficientes.

Fiscalização nas estradas – A PRF fará blitzens nas rodovias federais e, simultaneamente, os órgãos de trânsito parceiros nas rodovias estaduais ou vias municipais. A fiscalização, nos cem pontos críticos identificados, se deu pela aplicação do índice de gravidade, que define pesos para os diferentes tipos de acidentes (sem vítima, com vítima e com óbito). Os pesos são baseados em estudos realizados pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pela PRF.

Além das ações focadas nesses locais, a PRF estenderá o tema da operação para o restante dos 70 mil quilômetros de rodovias federais. O foco das blitzens será o combate à embriaguez ao volante e a fiscalização de motocicletas. Nos demais trechos de rodovias, a PRF ampliará a fiscalização de excesso de velocidade e ultrapassagens em locais proibidos.

Resultados – Na primeira edição da operação Rodovida, realizada de de dezembro a março de 2012, a PRF registrou diminuição em todos os índices de ocorrências de trânsito. A redução se torna ainda mais positiva se for calculado o crescimento de veículos da frota nacional, que desde 2009 aumentou em cerca de 10 milhões o número de veículos em circulação no país.

Foram registrados em 2009/2010, 41.400 acidentes com 24.534 feridos e 1.873 mortos. Em 2010/2011, 46.827 acidentes, 27.356 feridos e 2.126 mortos. Já na primeira edição da Operação Rodovida, em 2011/2012, houve a redução dos índices em relação ao ano anterior, para 43.442 acidentes, 25.251 feridos e 1.937 mortes. Números próximos do período de férias de 2009/2010, quando o país tinha uma frota registrada com cerca de dez milhões de veículos a menos.

Sobre * Equipe MOTONAUTA

Além disso, verifique

Honda participa da Reatech 2017 e reforça compromisso com público portador de deficiência

Com o Programa Honda Conduz, empresa investe no atendimento personalizado ao público PcD e apresenta ...

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *