BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Mercado e Segurança / Setor de duas rodas leva três anos para superar crise

Setor de duas rodas leva três anos para superar crise

Acumulado das vendas fica 13,6% acima de 2010 e supera os números de 2008, até então o melhor ano para o setor.

Após três anos, o setor de Duas Rodas finalmente mostra sinais de que está se recuperando da crise mundial instalada em 2008. Segundo dados divulgados pela Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), foram comercializadas 177.815 motocicletas em novembro, o que representa uma leve alta de 0,6%, em relação ao mês passado e estabilidade ante o mesmo período de 2010 (177.790).

Porém, no acumulado do ano até novembro, com 1.930.492 unidades vendidas no mercado interno, o setor registra alta de 13,6% ante 2010 (1.698.683) e de 8,5% em comparação com 2008 (1.780.403), até então o melhor ano para a história do segmento.

 “Percorremos um longo caminho para chegar a esse momento. Com maior rigor na liberação do crédito, o usuário de motocicleta, majoritariamente das classes C e D, tem dificuldade para conseguir o financiamento, o que freou as vendas. Passamos por um rigoroso processo de recuperação e mudança de procedimentos, e hoje o mercado cresce de forma mais consistente”, afirma Roberto Akiyama, presidente da Abraciclo.

Produção e Exportação

Foram produzidas 195.599 unidades em novembro, níveis semelhantes aos alcançados em outubro (195.426) e 7,7% acima de novembro de 2010 (181.657).

Já no acumulado do ano, a produção apresenta incremento de 18,3% sobre o ano passado, com 2.035.047 unidades fabricadas – superando o registrado em 2008 no mesmo período (2.019.162).

Nas exportações, com a comercialização de 9.713 motocicletas para o mercado externo, novembro apresenta alta de 71,15% sobre outubro. Em relação ao mesmo mês de 2010, o crescimento foi de 36,28%.

Projeções 2011 e 2012

Segundo projeções da ABRACICLO, o mercado de motocicletas deve fechar o ano com 2.141.000 unidades produzidas, o que representa uma alta de 17% sobre 2010 e estabilidade com relação a 2008, quando foram fabricadas 2.140.907 motocicletas.

Nas vendas ao mercado interno (atacado), a entidade projeta a comercialização de 2.060.000 motocicletas em 2011 – alta de 13% sobre o ano passado, quando foram vendidas 1.818.181 unidades, e de 9,5% sobre 2008, ano que detinha o recorde anterior.

Se considerarmos os emplacamentos (vendas ao consumidor final), a expectativa é de que o ano termine com 1.929.000 motocicletas emplacadas – 7% acima do alcançado em 2010.

As exportações devem fechar o ano em 67 mil comercializações ao mercado externo, uma baixa de 3% em relação ao ano passado (69.209).

“Apesar dos resultados totalizados serem positivos, devemos lembrar que as medidas macroprudenciais adotadas pelo Governo surtiram efeito no setor, levando a uma desaceleração do crescimento sentida ao longo da evolução dos trimestres e mais proeminentemente nos números desses últimos três meses do ano. Não fosse isso, nosso crescimento teria sido muito maior”, conta Akiyama.

Para 2012, a entidade acredita que o mercado deva continuar crescendo, mas de forma mais contida, passando para um avanço de apenas 5% nas vendas, alcançando a marca de 2.154.000 motocicletas comercializadas, e também de 5% nas produções, totalizando 2.252.000 unidades fabricadas.

“Nossas projeções para 2012 consideram uma continuidade dos efeitos no setor das medidas governamentais ainda no início do próximo ano. Devemos salientar os esforços atuais do Governo em reverter essa situação, reduzindo taxas de juros e buscando minimizar os impactos dessa crise econômica atual, mas o início de 2012 deverá sentir os reflexos da redução da atividade do mercado registrada no final desse ano”, adianta Akiyama.

A exceção deve ficar com as vendas para o mercado externo. As exportações, que sentiram muito fortemente a desvalorização do dólar, registrando quedas acentuadas desde 2008, devem ganhar fôlego no ano que vem, fechando 2012 com 98 mil unidades exportadas, uma elevação de 46% sobre os números esperados para 2011.

 ?

fonte : SD&PRESS Consultoria / Bruna Dal Moro

Sobre * Equipe MOTONAUTA

Além disso, verifique

Emplacamentos de veículos registram alta de 14,76% em agosto

A Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores divulgou, nesta quinta-feira, 1º de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *