BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Com a palavra / Sobre vivência …

Sobre vivência …

Desde de 1970 me vejo feliz sobre duas rodas vivendo-a na plenitude, e graças a Deus e ao meu fiel escudeiro Anjo da Guarda, são 45 anos sem ter contabilizado cicatrizes ou ossos quebrados com a mesma.

Vive-la também é uma questão de sobrevivência. Tanto para o dia-a-dia, bem como para os infinitos passeios, viagens, e as agradáveis confraternizações entre grupos, tribos e amigos; tenho que sobreviver para poder desfrutar de todas essas possibilidades futuras. Simples assim …

Com esse pensamento, criei algumas regras de conduta e vou repassa-las não com o ideal que se torne um manual de dicas, mas sim uma forma de se gerar questionamentos para o crescimento de todos e chamar atenção de meus leitores para a segurança.

#1 … Moto boa é moto que funciona bem

Sim, não temos que ficar pensando em marcas, cilindradas ou ano de fabricação. A motocicleta tem sim que estar confiável para trajetos curtos (ou longos) instantaneamente. Vejo sempre estórias sobre convites negados por conta de pneus gastos, vazamentos, e toda a sorte de itens que foram preteridos nas manutenções corretiva, preventiva e/ou preditiva.

# 2 … Existe vida fora do seu capacete

Enquanto você enfrenta o transito, existe(m) vida(s) que aguardam o seu precioso retorno.

Voce tem que ter consciência disso e saber os riscos de suas escolhas. Hoje temos três tipos de capacetes sendo o aberto, o escamoteável (robocop) e os fechados.

O aberto é o que evidentemente oferece menos proteção que um fechado. O escamoteável só será bom se estiver fechado quando se roda, e que tenha as garras firmes e de qualidade para o encaixe seguro da parte frontal móvel.

Pensar apenas no selo do INMETRO não é uma boa opção; afinal a sua cabeça (vida) vale muito mais que os 50 reais de alguns capacetes abertos vendidos no mercado.

#3 … Dê uma mão para a segurança

Tal qual os capacetes, acredito que o uso de luvas também deveria ser obrigatória já que nós sempre levamos as mãos a frente no primeiro esboço de queda. O decapamento da palma da mão pode até ser consertada cirurgicamente, mas a sensibilidade da mesma não … e isso me assusta também !

#4 … Sem um bom calçado não dá pé

Chinelos e tênis podem estar na moda, mas bonito no filme você fica com os pés (e seus movimentos) íntegros. Existem sim calçados apropriados, bonitos e modernos, pense nisso.

# Observação … nessas 4 condutas acima, é interessante observar que existem  motociclistas que fazem financiamentos para smartphones, vestuário, etc; mas nem se habilitam a fazer o mesmo com os merecidos equipamentos de segurança. Porque será?

#5 … Pilotar precisa foco

Não se deixe iludir com substancias que te tiram a capacidade do raciocínio. A lei seca deveria ser ampliada para as substancias fumáveis, injetáveis, mastigáveis etc.

Se você acredita que você é um dos tais que não sofrem efeitos dessas substancias, provavelmente não se percebeu dos “amigos” que ficam debochando do seu falar torto e de seu andar irregular.

Motocicleta de bêbado não tem dono …

No mais, a felicidade esta no fundo de seu coração e não no fundo de um copo !

#6 … Adrenalina vicia e pode matar

A mesma mão que freia, é a mão que acelera … seja equilibrado e estabeleça um denominador entre a situação que te circunda e as indicações da lei.

Lugar certo para correr é, e sempre será, as pistas.

A velocidade não é um numero; é uma atitude. Voce no autódromo de Interlagos a 300 km/h está no lugar certo; mas a 30 km/h numa ruela de paralelepípedo em dia de chuva pode te fazer um louco.

#7 … Tirei a CNH, e agora ?

Ter habilitação não te transforma em um piloto experiente. Experiência vem com o tempo e com muito exercício.

Ao se procurar o limite da motocicleta, possivelmente você achará o seu primeiro. Tenha paciência e seja confortável nas escolhas para as suas experiências.

Ter coragem não é se colocar em risco. Saiba de seus limites e não siga aqueles que não fazem o mesmo. Quando de um passeio ou viagem sempre tenha contigo o endereço das paradas e do destino final. Voce simplesmente não é o que os outros gostariam que você fosse; se eles se incomodam com a sua velocidade média, você esta andando com as pessoas erradas.

A tempo, você sabia que motocicleta também tem pontos mortos de visualização ? Invista sempre que puder em cursos, pois ninguém sabe tanto que não possa aprender, e nem tão pouco que não possa ensinar.

#8 … “Corredor” não é propriedade

Tanto nas vias urbanas quanto nas estradas, temos que entender que os ditos “corredores” são espaços de manobra e pertencem a todos os que estão nas vias … compartilhe esse espaço !

Quando for usar, tenha certeza que os veículos estejam realmente parados já que estes também podem querer mudar de faixa. Na dinâmica do transito a motocicleta é mais rápida que a visão dos retrovisores, alem de mudarem de faixa com muito agilidade.

#9 … Se faça visível

Estranhamente as roupas direcionadas ao uso motociclistico, na sua maioria, são pretas.

Busque elementos ou cores que te façam visíveis sem se importar se alguém te chamar de exagerado. Se farte com a vida e com as cores vivas..

#10 …  Cuidado com as armadilhas

Se andar na direita cuidado com os veículos que entram na sua mão pelas ruas perpendiculares. Redobre a atenção ao entrar na sua esquerda quando de faixas múltiplas pois o perigo também pode vir pela sua frente.

Mancha escura no chão pode ser óleo até buracos então mantenha distancia segura do veiculo a sua frente para que consiga evitar surpresas.

Evite as sarjetas pois são as áreas mais sujas das vias e os pneus quentes fazem que a mesma grude perigosamente neles.

Ao chegar pelo corredor num semáforo fechado tome cuidado com os pedestres que teimam em atravessar fora das faixas.

Ter razão num leito de hospital de nada adianta; tenha como base buscar entender as variáveis contrarias às razões. Vai doer menos …

Capacete e a cabeça não são suporte viva-voz para celulares. Se for atender estacione.

#11 …  Freios

Use os freios com precisão. Nem sempre quem vem atrás de você está atento o suficiente para observar uma frenagem brusca.

Cheque diariamente a sua iluminação de posicionamento e a luz de freio. Uma lâmpada de 3 reais pode fazer a diferença entre a vida e a morte.

#12 …  Crie um bolsão de segurança

Evitar acidentes também é uma variável sobre tempos de reação.

A maneira mais fácil para maximizar o seu tempo de reação é criar distância entre sua moto e obstáculos ao seu redor. Você se colocará numa posição favorável com muito baixo risco.

#13 …  Luz, câmera, acidente …

Uma câmera pode ser um fator de altíssimo risco já que todos querem aparecer nas fotos ou vídeos. Evite isso, seja natural e respeite o transito e a sua vida. Outras fotos e vídeos virão.

Filmar imitando personagem irresponsáveis do Youtube também não é uma boa ideia. Só os vídeos sem acidentes foram ao ar, mais uma vez não se iluda. Ninguém é famoso de muletas.

#14 …  Chove chuva

Quando chover, dê tempo para que as gotas cheguem a lavar o piso que tem óleo e sujeira liberados pela mesma chuva. Seja ponderado, não imprima muita velocidade e tenha sempre uma boa capa de chuva reservada.

#15 …  A noite foi feita para dormir

Exatamente … Toda sorte de fatalidades ocorrem à noite. Na estrada ficamos a mercê dos reflexos, dos animais soltos, das sinalizações, e de veículos sem iluminação.

No mais, a noite sempre é mais difícil encontrar socorro para toda e qualquer dificuldade.

#16 …  Veículos lentos

Geralmente os motociclistas tendem a tratar das motocicletas como carros. As motocicletas lentas, por não ter uma boa retomada, não podem ter como rota de fuga a esquerda acelerando. O que tem que ocorrer é a direita freando. Sinalize para ônibus e caminhões; quando eles tem contato contigo, eles até ajudam.

Gostaria ainda de afirmar que existem sim muito mais variáveis a serem tratadas, mas com estas tenho satisfatoriamente sobrevivido e celebrado a vida nestes meus 45 anos de motociclismo.

Todo motociclista é um colecionador … coleciona quilometragem, estórias e principalmente amigos !

Acrescente as suas variáveis e que nos encontremos por ai a qualquer tempo e sempre em duas rodas…

***

João Tadeu Boccoli

Sobre vivência …

Sobre * Equipe MOTONAUTA

Além disso, verifique

A trajetória de Ayrton Senna é contada em quadrinhos

Com sua genialidade dentro das pistas, Ayrton Senna da Silva conquistou muito mais do que ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *