BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Noticia / Team Brazil fomenta motovelocidade brasileira e recebe mais um piloto tupiniquim na Europa

Team Brazil fomenta motovelocidade brasileira e recebe mais um piloto tupiniquim na Europa

Menos de três meses depois de iniciar seus trabalhos na Europa, o Team Brazil, primeira equipe 100% brasileira a disputar um campeonato mundial de motovelocidade, começa a dar os primeiros frutos. A equipe, que já conta com dois pilotos brasileiros – Heber Pedrosa (#42) e Philippe Thiriet (#36) –, além do francês Matthieu Lussiana (#93), a partir de agora, passa a ter, em algumas provas, outro piloto verde-amarelo no time: Danilo Lewis (#17), de 19 anos.

“O Team Brazil reforça seu propósito de desenvolver a motovelocidade brasileira através do intercâmbio e troca de experiências”, explica Flávio Bergmann, assessor de comunicação da equipe. Com o objetivo de ser mais que uma equipe de motovelocidade, o Team Brazil é juridicamente um moto clube, entidade fundada a serviço do desenvolvimento do esporte e do motociclismo brasileiro.

“Com isso, o Team Brazil está abrindo as portas e criando oportunidades para os pilotos brasileiros competirem no maior campeonato de superbikes do mundo, com custos muito menores do que os cobrados pelas equipes europeias. Isso só é possível, porque parte considerável dos investimentos é subsidiada pelos investidores e patrocinadores da equipe”, completa Bergmann, ressaltando ainda que “o Team Brazil desenvolveu na França uma estrutura de primeiro mundo para atender aos atletas brasileiros; entretanto, o gerenciamento e as diretrizes são 100% nacionais. A expansão do time para as competições no Brasil não está descartada.”

Lewis, apesar da pouca idade, tem mais de 7 anos de experiência com motos off-road e de pista. Ele embarca de São Paulo rumo a Lisboa, em Portugal, nesta terça-feira, 17. De lá, o brasileiro segue para Amsterdã, na Holanda, onde se encontra com o restante do time e juntos seguem para a cidade de Assen, na qual será realizada, neste fim de semana, a segunda etapa do Mundial de SuperStock 1.000cc Fim Cup.
A princípio, Lewis vai correr as etapas de Assen (HOL), no dia 22 de abril e de Monza (ITA), no dia 6 de maio. Mas, como o próprio piloto revela, nada impede que sua permanência no Team Brazil se prolongue. “Eu gostaria de correr mais etapas, mas depende muito das oportunidades e do suporte financeiro. Porém, não custa torcer, não é mesmo?”, brinca.

Para as etapas de Assen e Monza, Lewis já traçou o que espera obter. “Primeiramente meu objetivo é de terminar as duas corridas, me esforçando para marcar pontos. Esta será a primeira vez que correrei em provas desse nível”, afirma.

Sobre a iniciativa do Team Brazil, o jovem piloto se diz orgulhoso em saber que a motovelocidade está ganhando espaço no cenário esportivo nacional e internacional. “Sabemos que as oportunidades para a motovelocidade no Brasil ainda são muito pequenas, mesmo existindo vários pilotos bons nos principais campeonatos do país. Ter a primeira equipe brasileira em um campeonato desse nível mostra que os nossos pilotos estão melhorando a cada dia e que os investimentos estão acontecendo. O Team Brazil é um exemplo de que a organização da motovelocidade no Brasil pode dar certo”, elogiou.

Por fim, Lewis mandou um recado para a torcida brasileira e agradeceu àqueles que o ajudaram e o ajudam em sua carreira. “Eu pretendo representar muito bem o Brasil e ajudar o Team Brazil no campeonato. Quero agradecer à minha família, aos meus amigos e ao meu manager, que fizeram com que tudo isso acontecesse e sempre estão do meu lado. Também quero agradecer aos meus patrocinadores Blog do Giglio, Kawasaki, Udiaço, Danidrea, HEL e Vesrah, e às empresas que me apoiam VagnerArt, R. Justino Fotografia, Ninja Brasil, Neyfa Parts e Retsam.”

Quem é Lewis?

Danilo Lewis da Silva nasceu em Osasco (SP) no dia 20 de novembro de 1992. Aos 13 anos, iniciou sua carreira em categorias de motociclismo off-road. No fim de 2006, no entanto, foi na motovelocidade que o jovem piloto encontrou sua verdadeira paixão. Depois de participar de uma corrida no Mato Grosso do Sul e, surpreendentemente, terminar em quarto lugar, Lewis decidiu que queria ir para pista. A partir de então, o piloto #17 acumulou inúmeras conquistas e resultados expressivos (veja todos os feitos de Lewis abaixo).

Fã do italiano Valentino Rossi e do australiano Casey Stoner, Danilo Lewis não esconde o grande desejo de desbancar os ídolos. “Meu maior sonho é ser campeão do MotoGP e ajudar minha família, pois eles vivem praticamente em função da minha carreira e devo muito a eles”, diz.

Por falar em família, é para ela que Lewis dedica boa parte de seu tempo quando não está na pista. “Eu gosto muito de curtir minha família e a família da minha namorada, que são muito legais. Também gosto de ir à academia e jogar muito videogame”, revela o piloto.

O piloto #17 já acumula experiência na motovelocidade internacional. “Ano passado, participei do Michelin Power Cup, na Itália, e pude correr em várias pistas: Vallelunga, Mugello, Misano, Franciacorta e Maggioni”, conta.

?

Racing Press

Sobre * Equipe MOTONAUTA

Além disso, verifique

14900347_910113489124132_252720699733563665_n

Campeonato Brasileiro de Supermoto manterá a configuração original para a última etapa da temporada.

Santos, 17 de novembro de 2016   Após analisar os regulamentos da CBM e FIM, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>