BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Noticia / Vitórias de Wellington Garcia e Hector Assunção agitam público de Chapecó

Vitórias de Wellington Garcia e Hector Assunção agitam público de Chapecó

Os pilotos da Equipe Honda Mobil Wellington Garcia (#21) e Hector Assunção (#30) fecharam com vitória a segunda bateria da MX Pró e MX2, respectivamente, na quarta etapa da Superliga Brasil de Motocross, finalizada neste domingo (6), no Autódromo de Chapecó, no oeste de Santa Catarina. Bons resultados também para Thales Vilardi (#27), segundo colocado na etapa da MX2 e Leandro Silva (#14), que ultrapassou o espanhol Carlos Campano (#115) praticamente na linha de chegada e assegurou a quarta colocação na última bateria da MX Pró. O satélite Honda Adam Chatfield (#407), da Ipiranga IMS, foi o vencedor da etapa no somatório das corridas da MX Pró.

1ª BATERIA MX2 – Boa largada para Thales Vilardi e Hector Assunção, que começaram a corrida entre os três primeiros. Com dois erros em uma mesma curva da pista, Hector caiu e perdeu posições. Thales conseguiu manter a regularidade durante as 18 voltas e terminou na terceira colocação. Hector fez corrida de recuperação para conquistar o quarto lugar. A vitória ficou com Anderson Amaral (#83).

2ª BATERIA MX2 – Mais uma vez Hector Assunção e Thales Vilardi largaram entre os primeiros. Com uma dupla ultrapassagem na terceira volta, Hector assumiu a liderança da corrida, seguido de Thales. A dupla da Equipe Honda chegou a abrir 13 segundos de diferença para o terceiro colocado, vantagem suficiente para administrar com tranquilidade a prova. “Diferente da primeira bateria, que errei e acabei perdendo posições, essa segunda corrida foi perfeita. Fazer o holeshot foi fundamental para essa vitória”, conta Hector, vencedor também no somatório das duas baterias e atual vice-líder da categoria com 166 pontos. “Fiquei satisfeito com o resultado. Consegui manter o ritmo nas duas corridas e terminar na segunda colocação da etapa, além de diminuir a diferença na classificação do campeonato”, destaca Thales, terceiro na classificação geral com o mesmo número de pontos de Hector e a quatro do líder Eduardo Lima (#2).

1ª BATERIA MX PRÓ – Os pilotos Honda Adam Chatfield (#407), da Ipiranga IMS, e Leandro Silva, da Equipe Honda Mobil, saíram na frente. Adam disparou na liderança e Leandro manteve durante seis voltas a segunda posição. Após quase 35 minutos, Adam sustentou a vantagem e desbancou pela primeira vez o espanhol e líder da categoria Carlos Campano, segundo colocado. Leandro terminou em terceiro e Wellington Garcia foi o sétimo.

2ª BATERIA MX PRÓ – Wellington Garcia, que fez o holeshot e uma corrida eletrizante, foi pressionado durante todo o tempo por Jorge Balbi (#1). Wellington segurou a posição e garantiu a primeira vitória da temporada. “Sabia que tinha potencial para ter um bom resultado. Precisava de uma boa largada e ela veio. Não esperava essa vitória, ainda está difícil de acreditar. Só tenho que agradecer a Deus e a todos que me ajudaram na preparação nesses últimos meses. É para toda a equipe e minha família que dedico essa conquista”, desabafa Wellington. Leandro Silva saiu na terceira colocação. Durante a corrida, perdeu algumas posições, porém, praticamente na linha de chegada, o piloto de Curitiba (PR) ultrapassou o espanhol e líder do campeonato Carlos Campano e terminou a prova em quarto lugar.

BATERIA JÚNIOR – Os satélites Gustavo Pessoa (#117), da Itamaracá One Industries, e Fábio dos Santos (#87), da Dunas Team, começaram bem. Gustavo andou as duas primeiras voltas na frente até ser ultrapassado por Fábio. Duas voltas depois, foi a vez de Gustavo dar o troco e retomar a liderança da bateria. A pressão seguiu forte até Fábio, a um minuto do fim da corrida, recuperar a ponta e vencer a etapa de Chapecó. “Foi uma corrida bem disputada, andei forte, cometi alguns erros e felizmente consegui ganhar mais uma. Estou feliz com essa conquista e quero continuar treinando para ter outros bons resultados”, diz Fábio. Gustavo Pessoa ainda é o líder da categoria com 94 pontos. Fábio é o segundo com 87.

“O bom desempenho do nosso time em Chapecó foi resultado de uma soma de fatores: preparação, adequação da motocicleta e confiança dos pilotos. Nesta etapa, todos eles cresceram e superaram as expectativas e isso foi positivo e motivador para toda a equipe”, finaliza José Luiz Terwak, gerente de pilotagem da Moto Honda.

A Equipe Honda Mobil tem apoio da Mobil, Pirelli, Oakley, Fox, Did, Protaper, Polisport, Orbital, Yoshimura e Galfer.

***

Vipcomm

Sobre * Equipe MOTONAUTA

Além disso, verifique

Pelo quarto ano consecutivo, Triumph é eleita a marca com o cliente mais satisfeito

A Triumph Motorcycles foi eleita pelos internautas e leitores da revista Motociclismo a marca de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *