BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Com a palavra / Você sabe como é o pneu por dentro?

Você sabe como é o pneu por dentro?

É muito mais tecnologia do que borracha

Aquela ideia de que o pneu é redondo é feito apenas de borracha preta está ultrapassada. É bem verdade que ele é feito de borracha, mas a produção de um pneu envolve muito mais tecnologia do que se pode imaginar. Cada detalhe do produto é criado para uma finalidade, que proporcionará melhores condições de dirigibilidade e segurança ao motorista.

Além da borracha natural, que é a base utilizada nos pneus e que pode ser substituída parcialmente pela borracha sintética, o pneu é composto por negro de fumo (obtido da queima de derivados de petróleo), óxido de zinco e ácido esteárico, enxofre, resinas, agentes plastificadores e antioxidantes além de poliéster (ou nylon) e aço.

O pneu possui diversos componentes. A banda de rodagem, por exemplo, é a única parte do pneu em contato com o solo. Tem resistência ao desgaste, corte e penetrações e é projetada para dissipar o calor. O desenho da banda de rodagem tem características para aderência em pisos secos e molhados e influencia diretamente a emissão de ruído e a drenagem de água.

A banda de rodagem é dividida em:

Ombro

Essa parte do pneu é uma das que mais sofrem pelos desgastes excessivos. É uma área de grande esforço, pois recebe força lateral durante as curvas e tem arrastes intermitentes. Não é recomendado fazer consertos nesta área.

Lateral

A lateral possui borracha com propriedades específicas mais resistentes à fadiga gerada pela grande solicitação de flexão e extensão, além do envelhecimento devido ao tempo de exposição a ações climáticas. Este é o local que sofre abrasões intermitentes.

Talão

É formado por fios de aço banhados por cobre e revestidos individualmente por borracha, para evitar a oxidação e facilitar a adesão. O talão fixa o pneu na roda, de maneira a evitar o vazamento de ar e garantir que não ocorrerá destalonamento durante a solicitação normal de uso.

Cinta estabilizadora

A cinta tem influência direta no desempenho do pneu, na dirigibilidade, no conforto e em sua durabilidade. A lona é formada por fios de aço de configurações específicas para determinadas aplicações e é revestida de borracha para facilitar a adesão com outros compostos de borracha. Tem a função de proporcionar estabilidade na zona de rodagem, proteger a carcaça de impactos e perfurações, além de restringir o diâmetro do pneu.

Carcaça

Também possuindo direta influência no desempenho, a carcaça é formada por cordonéis de poliéster, nylon ou aço. As lonas de corpo recebem uma camada de borracha de ambos os lados para aumentar a adesão e evitar atrito interno. A carcaça resiste a pressão, suporta peso, choques, esforços gerados pelo torque do motor e aquecimento gerados por alta velocidade.

Estanque ou liner

Presente nos pneus sem câmara de ar é o revestimento interno formado por camadas de borracha que protegem a carcaça contra umidade, além de estancar o vazamento do ar comprimido, evitando a perda de pressão do pneu.

O pneu é uma das partes mais importantes de qualquer veículo automotor. É ele quem suporta o peso do veículo e sua carga e, faz o contato do veículo com o solo. Por isso, é muito importante conhecer como um pneu é fabricado, a tecnologia envolvida, as características de cada modelo e tipo, aplicações e principalmente os cuidados e manutenção.

Saiba mais em www.bridgestone.com.br.

***

Glauce Dugo | Alfapress

Sobre * Equipe MOTONAUTA

Além disso, verifique

52% dos brasileiros consideram o transporte público ruim ou péssimo

De acordo com o estudo realizado pela Expertise, 56% das pessoas gastam mais de uma ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *